Gênesis 2:16,17 – O livre arbítrio


O livre arbítrio

O livre arbítrio é um estudo Bíblico de Gênesis 2:16,17. Leia também a postagem anterior para saber mais sobre o livro de gênesis.

V-16 A ordem referida nestes versículos presume que o homem entendia a linguagem que falava Deus e a distinção entre “poderás” e “não poderás”.

A ordem começa positivamente, concedendo permissão para comer livremente de todas as árvores do jardim, com a exceção de uma.

A presença dessa árvore, significa a presença de uma escolha para Adão. Isso era bom porque, para Adão ser uma criatura de livre-arbítrio, tinha que haver uma escolha, algumas oportunidades de se rebelar contra Deus ou obedecê-lo.

Se nunca houver um comando ou algo proibido, nunca haverá escolha. Deus quer que nosso amor e obediência a Ele sejam o amor e a obediência através de uma escolha.

Considerando tudo isso, observe as vantagens de Adão. Ele só tinha uma maneira de pecar enquanto hoje, temos inúmeras maneiras. Existem muitas árvores de tentação em nossas vidas, mas Adão tinha apenas uma.

O livre arbítrio foi primeiro para o homem

Outro detalhe importante é que Deus fez este comando originalmente para Adão, não para Eva; Deus ainda não havia tirado a mulher de homem.

V-17 Era muito precisa a limitação desta liberdade. O homem não devia comer da árvore chamada “árvore da ciência do bem e do mau”. Já que não foi revelado, é inútil especular que tipo de fruto dava esta arvore.

O fruto em si mesmo era inofensivo. Mas a ordem explícita de Deus de não comê-lo, colocava essa árvore como o objeto da prova da lealdade e obediência do homem. A proibição estava acompanhada de um severo castigo da transgressão: a morte. 

Deus não apenas tornou claro seu mandamento para Adão, mas também explicou claramente as conseqüências da desobediência. A morte de que fala o texto não é a morte física, embora por causa do pecado isso também um dia iria acontecer. Deus fala da morte espiritual.

Da mesma forma que a morte física causa a separação entre a alma e o corpo físico, a morte espiritual causa a separação entre o homem e Deus. E é isso que aconteceria a Adão, se fosse desobediente.

Em Cristo;

A seguir: Fomos criados para ter relacionamentos


Número de visualizações do artigo: 12