Gênesis 4:8-10 – Caim mata Abel


Gênesis 4:8-10 - Caim mata Abel

Caim mata Abel com um requinte de crueldade premeditado. Essa foi a decisão de Caim ao travar a batalha espiritual que acompanhamos no estudo anterior. Veja agora neste estudo Bíblico e comentário de Gênesis 4:8-10.

Caim engana Abel

V-8
Portanto, diante das alternativas propostas, Caim, impelido por seus ciúmes, sucumbiu ao pecado.

Nesse sentido, já havia preparado em sua mente como seu irmão seria eliminado. Para entender melhor o caso vamos imaginar um diálogo;

– Olá meu irmão Abel!

– Oi Caim, parece-me que não estás mais triste, que bom!

– Vamos dar um passeio comigo no campo, quero lhe mostrar algo?

– Claro Caim, vamos nessa!

O senso é que Caim planejava pegá-lo de surpresa, embalando-o com uma conversa agradável.

Isso mostra que Caim cometeu assassinato premeditado e, portanto, claramente ignorou o caminho de fuga de Deus.

Caim mata Abel

A inimizade entre o bem e o mau, predita por Deus antes da expulsão do jardim, será vista agora pela primeira vez em sua forma mais horrível.

Começa aqui uma caçada incessante de satanás contra os filhos de Deus e a todos os possíveis descendentes de Jesus Cristo, nosso Salvador.

Quando chegaram no campo, Caim não deu a mínima chance a Abel, virou-se furioso contra seu irmão e com crueldade o matou. Nenhum ser humano jamais havia morrido ou sido morto até então.

Abel, o primeiro homem de Deus a morrer

Caim viu como os animais estavam sendo mortos nos sacrifícios. Ele então extinguiu a vida de Abel da mesma maneira. Dessa forma, o primeiro homem á morrer sobre a terra foi um filho de Deus.

E o que nos traz conforto é saber que o primeiro homem ao morrer, foi para o céu. Com Caim, a semente da mulher já tinha se transformado na semente da serpente.

Rapidamente, a epidemia do pecado na jovem raça humana progrediu rapidamente. O esperado redentor transformou-se em um assassino, e o segundo filho foi vítima de assassinato.

Logo, o pecado não foi parado na raiz e a condição moral do homem piorou rapidamente. O pecado não pode ser contido. O crime de Caim revelava a verdadeira natureza de Satanás como “homicida desde o princípio” (João 8:44).  

Deus procura o pecador

V-9 Assim como Deus tinha se apresentado aos pais de Caim com uma pergunta, também agora se apresentou a Caim.

– Onde está Abel, o seu irmão?

Da mesma forma, como no caso de Adão e Eva, agora Deus procurou a Caim para mostrar-lhe sua transgressão em seu enfoque devido, para despertar sua consciência culpada e levá-lo ao arrependimento, e para criar nele um novo coração.

Deus sabia a resposta para esta pergunta. Ele perguntou a Caim porque queria dar a ele a oportunidade de confessar seu pecado e começar a fazer o certo depois de ter feito o que era errado. No entanto, os resultados foram muito diferentes.

A famosa resposta d Caim

– Sei lá, por acaso sou eu o guarda-costas de meu irmão?

Essa resposta de Caim é famosa. A raiva assassina de Caim foi inspirada puramente por um ciúme espiritual.

Caim ousadamente negou sua culpa. A desobediência o tinha levado ao assassinato; ao assassinato adicionou agora a mentira e a oposição obstinada, pensando cegamente que ia ocultar seu crime de Deus.

Spurgeon ficou chocado com a maneira como Caim respondeu a Deus: “A impudência fria de Caim é uma indicação do estado de coração que o levou a assassinar seu irmão; e também foi parte do resultado de ter cometido aquele crime terrível. Ele não teria procedido ao ato cruel de derramamento de sangue se não tivesse rejeitado o temor de Deus e estivesse pronto para desafiar seu Criador.”

Judas 11 alerta para o caminho de Caim, que é a descrença, a religião vazia levando ao ciúme, à perseguição daqueles verdadeiramente piedosos e à ira assassina.

Não há maldição maior na terra do que religião vazia e vã; aqueles que têm uma forma de piedade, mas negam o poder de Deus (2 Timóteo 3:5).

Muitos têm medo do humanismo secular ou do ateísmo, mas a religião morta envia mais pessoas para o inferno do que qualquer outra coisa.

O julgamento

V-10 Não tendo dado resultados na conversa indireta e suave, Deus procedeu a acusar a Caim de seu crime. Então Deus disse:

_ Por que você fez isso? Da terra, o sangue do seu irmão está clamando por mim!

O espantado assassino encontrou um Deus que tudo vê e que tudo sabe, lendo sua alma nua.

Como podia Aquele que impede a queda de um pardal, Aquele que é o autor da vida, ficar calado perante o silencioso clamor do primeiro mártir? (veja Salmos 116:15).

Portanto, diante de um Caim totalmente frio e cauterizado por satanás, Deus vai declarar nos próximos versículos, as consequências de sua escolha.

Embora Deus tenha valorizado o sangue de Abel que foi derramado por sua fé, ele não deve ser comparado ao sangue melhor que foi derramado por Jesus Cristo.

O sangue de Abel foi um testemunho de sua fé. Por outro lado, o sangue de Cristo é o agente de purificação pelo qual os homens são purificados de seus pecados e libertados da penalidade da eterna separação de Deus.

Acima de tudo, você chegou a confiar no sangue de Cristo como provisão de Deus, a única provisão dele para o seu pecado? Por que não fazer isso hoje?

Em Cristo;


Número de visualizações do artigo: 44