Gênesis 6:6-12 – Deus se arrepende de ter criado a raça humana!


As condições do mundo antes da vinda de Jesus serão como as condições do mundo antes do dilúvio: Deus se arrepende de ter criado o homem. A tristeza em seu coração é impressionante.

As condições do mundo antes da vinda de Jesus serão como as condições do mundo antes do dilúvio: Deus se arrepende de ter criado o homem. A tristeza em seu coração é impressionante.

Deus se arrepende de ter criado o homem?

V: 6,7
Jesus disse que, como eram os dias de Noé, assim também será a vinda do Filho do Homem (Mateus 24:37).

Por que em Números 23:19 diz: “Deus não é homem, para que minta, nem filho do homem, para que se arrependa…”, sendo que em Gênesis 6:6 se afirma: “então, se arrependeu o Senhor de ter feito o homem na terra, e isto lhe pesou no coração”?

A palavra “arrependimento” é expressa por diferentes palavras no original hebraico e grego. Sendo assim, o arrependimento divino é totalmente diferente do arrependimento humano, pois diferentes palavras hebraicas e gregas são usadas para definir esse sentimento.

Quando a Bíblia fala do arrependimento humano, usa as seguintes palavras no original: Shubh (hebraico) e metanoéo (grego). Seus significados: mudança de mente (não somente a tristeza pelo pecado), voltar atrás, retornar ao caminho correto.

Por outro lado, quando a Bíblia fala acerca do arrependimento divino, usa os seguintes termos: Naham (hebraico) e Metamélomai (grego). Significados: dor, tristeza, pesar.

Portanto, quando Gênesis 6:6 diz que Deus “se arrependeu”, está afirmando que o Senhor “sentiu profunda dor, pesar”. o fato de Deus se “arrepender” de ter criado o homem, não traz mudança em seu Ser, mas sim no seu modo de “tratar” o ser humano.

Noé, o pecador separado da corrupção universal

V: 8
Enquanto Deus ordenou que toda a terra se purificasse dessa poluição, encontrou um homem com quem recomeçar: Noé, que achou graça aos olhos do Senhor. Noé não ganhou graça; ele encontrou. Ninguém ganha graça, mas todos podemos encontrá-la.

Noé era uma pecador, no entanto, como explicado nos versículos seguintes, Noé estava claramente separado da corrupção universal que de outra forma engoliu toda a humanidade.

Havia santidade suficiente nele para tornar possível o uso de Deus como o segundo grande progenitor da humanidade.   V: 9,10 A descrição de que Noé era um homem justo, é única para ele.

Não se refere apenas à vida justa de Noé, mas também ao fato de ele ainda não ter sido corrompido pela tentativa de Satanás de semear algo como um vírus entre o pool genético da humanidade. Poderíamos traduzir perfeitamente em suas gerações que “Noé era puro em seu perfil genético”.  

Em Hebreus, aprendemos que “pela fé” ele obedeceu a Deus e se tornou o herdeiro da justiça que é segundo a fé (Hebreus 11:7).   V: 11,12 Por causa da corrupção e violência na terra, e da extensão da corrupção, Deus disse a Noé que julgaria os ímpios junto com a terra.  

Na ausência de um governo bem regulamentado, é fácil imaginar que males surgiriam no mundo nesse período. A anarquia reinava total. Os homens fizeram o que era certo aos seus próprios olhos e, não tendo medo de Deus, a destruição e a miséria estavam em seus caminhos.  

Deus foi cruel?

Alguns se perguntam se esse julgamento foi muito severo, ou se isso mostra que Deus é cruel ou tirano. No entanto, desde a queda em Gênesis 3, todo ser humano tem uma sentença de morte.

Entretanto, o momento e o método dessa morte estão completamente nas mãos de Deus. Quão surpreendente deve ter sido o anúncio da ameaça de destruição para Noé.  

Mas, como Deus iria fazer isso? O curso da natureza e da experiência parecia contra a probabilidade de sua ocorrência. A opinião pública da humanidade na época o ridicularizaria.   

No entanto, convencido de que a comunicação era de Deus, através da fé (Hebreus 11:7), ele começou a preparar os meios para preservar a si mesmo e à família da calamidade iminente.  

Em Cristo!


Número de visualizações do artigo: 74