Gênesis 13:12,13 – Ló e o namoro com Sodoma, a terra da sodomia!


Resultado de imagem para escolha


Ló e o namoro com Sodoma, a terra da sodomia!

Leia a postagem anterior

Gênesis 13:12,13

V-12
Abrão ficou na terra de Canaã, e Ló desejoso de estabelecer-se na proximidade imediata das cidades do vale do Jordão, cuja riqueza esperava adquirir. Resolveu acampar por ali.
Naquele tempo havia uma vasta planície regada pelo rio Jordão, havendo já sistemas de irrigação semelhantes às do vale do rio Nilo, no Egito.
Com a catástrofe que resultou na destruição de Sodoma e Gomorra, a maior parte dessa área tornou-se num deserto.

O provável objetivo de Moisés incluir Sodoma aqui, era enfatizar a tolice da escolha de Ló.

A maldade de Sodoma consistia na perversão sexual mais vil e repulsiva, até o nome infame da cidade sendo perpetuado em nome de seu pecado característico.

De acordo com a definição dos dicionários de língua portuguesa, a sodomia é a prática de sexo anal entre um homem e outro homem ou uma mulher.

Nos séculos anteriores ao século XIX, não havia a categoria homossexual, que viria a surgir com o discurso médico. Até então, existia a figura do sodomita, que não era uma categoria identitária, mas alguém que cometia o ato da sodomia.

Esse pecado era uma ameaça ao povo escolhido de Deus, um perigo ao qual o norte de Israel finalmente sucumbiu e que foi uma das duas principais razões para sua eventual derrocada pelo próprio Deus, que os removeu para a Assíria, onde eles finalmente desapareceram da corrente da história.

Ló se destaca em grande contraste com seu tio, que por fé permaneceu como peregrino toda sua vida.
É uma figura da degeneração moral daquele que deixa a comunhão dos que servem a Deus, a igreja, e seguem atrás dos prazeres do mundo. Sua situação se torna pior do que era antes.
O caso de Ló é uma grande lição para o cristão que é tentado a viver somente em busca de riquezas terrenas e ganhos temporais.
V-13
Aos poucos foi abandonando o vale do Jordão, situado ao norte do mar Morto, até chegar a Sodoma, e finalmente entrou na cidade e se estabeleceu ali.
Esta região, naquele tempo era habitada por gente de muito baixo nível moral, notoriamente por homossexuais, de onde vem o vocábulo sodomita.

Região de Sodoma hoje


Perceba que a depravação com freqüência se encontra maior entre os povos quem habitavam em terras férteis e desfrutavam das vantagens de uma civilização adiantada.
Tanta é a ingratidão da natureza humana, que quanto mais abundam as dádivas de Deus, os homens mais cedo o esquecem.
Um dos perigos morais da prosperidade consiste em que os homens chegam a estar tão satisfeitos com as coisas deste mundo presente, que não sentem necessidade nenhuma de Deus.
Não há dúvidas de que Ló era um verdadeiro filho de Deus [II Pedro 2:6-9]. Porém infelizmente, ele ilustrará a verdade de que os justos podem fazer decisões carnais e sofrerem grandes perdas.

Muito maior que a perda de suas posses e de sua prosperidade foi o terrível preço pago por Ló pelo seu prazer passageiro.

De acordo com Pedro, sua alma foi continuamente afligida pelo que ele via na cidade (2 Pedro 2:7). Mesmo quando o santo está rodeado de prazer sensual, ele não pode desfrutar do pecado por muito tempo.

E mais trágico ainda, foi ele ter pago por sua decisão com a própria família. Sua esposa virou uma estátua de sal, por causa da sua atração por Sodoma.

Suas filhas o seduziram e o levaram a cometer incesto, sem dúvida um reflexo dos valores morais aprendidos em Sodoma.

A forma do mundo para o sucesso é pensar só em si mesmo, procurando ser o número um. Foi assim com Ló.

A forma de Deus para ser abençoado é erguer os olhos para o Número Um, preocupando-se com os outros (Mateus 22:36-40). Esse tipo de vida só se pode ter pela fé. Esse tipo de vida só pode fazer a nossa fé em Deus crescer.


Número de visualizações do artigo: 11