Gênesis 16:10-16 – Deus consola Agar


Deus consola Agar

Deus consola Agar, uma futura mãe solteira que tinha sido maltratada pela mulher de Abrão. Nesse estudo Bíblico de Gênesis 16:10-15, daremos sequencia, a conversa de Deus com Agar, iniciada no estudo anterior.

V- 10.
E o Anjo do SENHOR disse também:

_ Eu farei com que o número dos seus descendentes seja grande; eles serão tantos, que ninguém poderá contá-los.

Deus reconhecia as difíceis circunstâncias em que Agar se encontrava e das que originalmente não teve a culpa.

Deus consola Agar porque ela também o honrava, e Ele não a abandonaria em sua necessidade.

A promessa que Deus fez a uma escrava, não tem paralelo. Esta promessa consolou grandemente a Agar.

Ainda que seu filho não fosse ser o filho do plano divino, no entanto ele ainda teria parte na promessa feita a Abrão.

Deus tinha prometido multiplicar a semente de Abrão, sem limitar isto aos descendentes de Sarai. O filho não nascido de Agar seria pai de incontáveis ​​descendentes.

Portanto, cumpriria sua promessa ao pé da letra, mas reservaria as bênçãos espirituais somente para a descendência originalmente tomada em conta na promessa, isto é Isaque.

V-11.
_ Você está grávida, e terá um filho, e porá nele o nome de Ismael, pois o SENHOR Deus ouviu o seu grito de aflição.

Deus dá o nome de Ismael para o filho de Agar

Esta é a primeira vez em que Deus pôs nome a uma criança ainda não nascida.

Assim Deus não só consola Agar, mas também manifesta o interesse que tinha nela e em sua descendência.

Ismael recebeu uma grande promessa, não apenas no número de seus descendentes, mas também no fato de que ele foi o primeiro na Bíblia a receber esse nome antes de nascer. Deus tinha um plano para esse menino e seus descendentes. Com concluímos que Deus não daria um nome, se não tivesse um plano.

Portanto, Deus poderia não intervir e deixar Agar sumir para sempre. No entanto, Ele ordenou especificamente a Agar que voltasse para permanecer na história . Podemos dizer que a história de Deus para o povo árabe não terminou .

O nome Ismael significa que Deus ouvirá. Podemos tomar isso como um incentivo para orar pelo reavivamento e despertar espiritual entre os povos árabes, porque quando eles clamarem a Jesus, Deus ouvirá.

Uma descrição do povo Árabe

12.
_ Esse filho será como um animal selvagem e indomável que vaga a sua vontade no deserto, ele lutará contra todos, e todos lutarão contra ele.

Essa é uma exata descrição dos árabes e beduínos, muitos dos quais aceitam a Ismael como a seu pai.

Ao longo da história, poderosas nações trataram de conquistar a Arábia e submetê-la a sua vontade, mas nenhuma teve um sucesso permanente.

Essa descrição ainda pode ser vista principalmente nos atos de violência e assassinato entre os próprios árabes. Eles se matam ainda mais do que matam judeus e cristãos.

Os árabes mantiveram sua independência e Deus os preservou como um monumento incontestável sobre a verdade da profecia divina. A vida do filho de Agar não seria fácil, mas Deus ainda o olharia e o sustentaria.

Agar reconhece o Deus que a consola

V-13-14
Agar aparentemente era uma mulher justa. Ela parece ter ficado muito impressionada com este encontro com o Senhor.

Como muitas outras pessoas do Velho Testamento, ela estava surpresa de ter visto Deus e ainda estar viva. Eles sabiam que ninguém poderia ver a completa glória de Deus e ainda sobreviver.

Então Agar deu ao SENHOR o nome de: “O Deus que tudo Vê”. Ela disse isso porque Deus havia falado com ela e permitido que ela vivesse.

É por isso que esse poço, que fica entre Cades e Berede, é chamado de “Poço Daquele que Vive e Me Vê”.

Durante gerações, os árabes que recobravam novas forças neste poço, lembravam que Deus tinha se revelado aqui para Agar.

O nascimento de Ismael

V-15,16
Aparentemente, Agar retornou com um coração mais humilde. Ela contou a história toda a Abrão e Sarai, e Abrão deu a criança o nome de Ismael , exatamente como instruído por Deus a Agar.

Pense comigo sobre a reação de Abrão e Sarai quando receberam a notícia de Agar, que Deus havia aparecido para ela, e mais, teria dado um nome para seu filho e que ainda tinha lhe feito uma promessa.

Desde então, durante 13 anos parece que Abrão ficou iludido, pensando que Ismael fosse a descendência prometida. Somente depois desse tempo, Deus apareceu a ele novamente. Durante esse longo período, Abrão teria que conviver com a situação que ele e Sarai haviam causado.

Na próxima postagem veremos que somente aos 99 anos, a vontade de Deus será manifestada mais claramente na vida do velhinho Abrão.

Em Cristo;


Número de visualizações do artigo: 25