Gênesis 19:30-38 – O incesto na família de Ló


Gênesis 19:30-38 - O incesto na família de Ló

A vida de Ló se tornou em um desastre após o outro, mas ninguém imaginaria um incesto na própria família de Ló.

Neste estudo veremos que terrível desperdício e prejuízo o pecado pode produzir na vida, inclusive de cristãos.

Os Cristãos não podem perder a sua alma, mas certamente podem desperdiçar suas vidas e perder suas famílias.

Ló e suas filhas fogem para a montanha

V-30. Não demorou muito para Ló sair de Zoar. A princípio, não sabemos porque Ló e suas filhas ficaram insatisfeitos com esta cidade ou se foi o povo de Zoar que ficou insatisfeito com eles. 

No entanto, por algum motivo, eles deixaram a pequena cidade de Zoar e foram para as montanhas, morar em uma caverna. Talvez estivessem temerosos de que Zoar pudesse também ser destruída como as cidades vizinhas.

Contudo, a fraqueza da fé de Ló aparece também nisso. Ele havia recebido permissão divina para morar em Zoar, mas, tinha medo de ficar lá e decidiu fugir para as montanhas. Justamente a opção que o anjo lhe ordenara a princípio.

Não fazia sentido sua decisão agora, pois, se Deus os salvou da destruição de Sodoma, não os protegeria na cidade onde foram permitidos habitar? Que fase, em?

A ideia do incesto

V-31. Passado um tempo nas montanhas, as filhas de Ló começaram a ficar entediadas, o que sobrou tempo para pensar em besteiras. Certo dia, a filha mais velha disse a mais nova:

– O nosso pai já está ficando velho e não há nenhum outro homem nesta região. Assim não podemos casar e ter filhos, como é costume em toda parte. Temos que fazer alguma coisa.

A noção delas de que não restava um homem na terra era injustificada. Elas haviam saído recentemente da populosa cidade de Zoar. Portanto, parece aqui, mais uma desculpa para o que elas queriam fazer, do que qualquer ato heróico da parte delas para preservar a humanidade. 

V-32,33.

– O que você sugere que façamos?

– Tenho uma ideia. Vamos embebedá-lo e depois teremos relações sexuais com ele e, assim teremos filhos dele.

Por mais louca que fosse a ideia, a outra irmã concordou. Ao que parece, de acordo com o que aprenderam em Sodoma, essa ideia não estava muito longe do que estavam acostumadas.

Viver no baixo ambiente moral de Sodoma teve um grande e prejudicial efeito na família de Ló. Seu compromisso com o mundo de Sodoma, afetou muito mais sua família do que ele jamais pensara.

Da mesma forma, um cristão que vive com um pé no mundo e outro nas coisas de Deus, terá afetada sua vida moral.

Ló e sua família perderam tudo na destruição de Sodoma e Gomorra. No entanto, mesmo assim, eles rapidamente conseguiram montar um estoque de vinho. Talvez até salvaram algum vinho da destruição. A julgar pelo que vem a seguir, Ló gostava muito se embriagar.

A filha mais velha deita-se com o Pai

O incesto na família de Ló, começa com a primogênita. Então, naquela mesma noite elas deram vinho ao pai e a filha mais velha teve relações com ele. Mas ele estava tão bêbado, que não percebeu nada.

Podemos até ficar desconfortáveis ​​com a ideia de que a Bíblia inclua o registro de tais pecados vergonhosos. Vá se acostumando, pois a Bíblia realmente não esconde nada.

“Ironicamente, em sua própria embriaguez, Ló executou o ato vergonhoso que ele próprio havia sugerido aos homens de Sodoma: ele estava deitado com suas próprias filhas.” 

(Sailhamer)

Que as filhas de Ló sabiam avaliar a atitude como pecaminosa, foi provada pelo fato de saberem que seu pai não participaria voluntariamente dela. Portanto, todo esforço para entender a ação dessas jovens sob qualquer luz favorável, desaparece à luz da verdade de que elas próprias sabiam que era pecaminosa.

A filha mais nova deita-se com o Pai

V-34,34. No dia seguinte a filha mais velha disse à irmã:

– Eu dormi ontem à noite com papai. Agora é sua vez. Vamos embebedá-lo de novo hoje à noite, e você vai dormir com ele. E assim, nós duas teremos filhos com ele e conservaremos a sua descendência.

Da mesma forma, o incesto na família de Ló, se repetirá, agora com a filha mais nova. Sem dúvida o ambiente e os costumes corruptos de Sodoma, onde elas viviam, amorteceram seu pudor e a natural repugnância a este ato de incesto.

Nessa noite tornaram a dar vinho ao pai, e a filha mais nova teve relações com ele. De novo ele estava tão bêbado, que não percebeu nada.

Como é possível que Ló tenha se deixado embriagar pelo vinho que as duas lhe deram em duas noites seguidas? Encontramos aqui, uma advertência contra o uso de bebidas alcoólicas.

O desequilíbrio no consumo da bebida, levou ao incesto. Se Ló sabia que acabaria se embriagando novamente, não deveria começar a beber. Porém, talvez esse seria um outro costume adquirido nos tempos de Sodoma.

Os descendentes problemáticos

Assim, as duas filhas de Ló ficaram grávidas do próprio pai. Tinham crescido até serem mulheres numa região onde abundavam a embriaguez e toda outra forma de imoralidade.

V-36-38. Como resultado, os filhos deste incesto foram os ancestrais de duas nações (Moabitas e Amonitas) que se tornaram uma pedra no sapato para Israel.

Assim como, no caso de Ismael, filho de Abraão com a Agar, os descendentes das duas filhas, se tornariam inimigos e obstáculos para Israel. 

Dessa forma, a vida de Ló terminou em ruínas em relação ao passado, ao presente e ao futuro. Os vis idólatras Moabitas e Amonitas foram sua única posteridade. Que triste fim para um homem que acreditava em Deus.

Tudo por causa de seu amor pelo mundo e pelo compromisso que resultou desse amor. Será que valeu a pena? Pense nisso e aplique em sua vida.

Assim, terminamos este trágico capítulo 19 de Gênesis, aprendendo com os erros e acertos na vida de dois homens que acreditavam em Deus. Um totalmente fiel a Deus, e o outro comprometido com o mundo. A palavra de Deus é realmente o melhor treinamento para vida que existe. Obrigado meu Deus!

Em Cristo;


Número de visualizações do artigo: 80