NOTÍCIA – I




Múmia da rainha que criou Moisés é identificada no Egito

Hoje não deu para fazer o estudo do dia, dediquei o tempo para a reunião de nossa célula, em minha casa. Más tenho uma notícia interesssante para compartilhar com vocês.

Já não é uma notícia “fresca”, mas não posso deixar de assinalar aqui a grande descoberta no mundo da egiptologia, depois do túmulo de Tutankamon, em 1922, a segunda maior descoberta arqueológica da História referente ao Antigo Egito, está intimamente relacionada à história bíblica que estamos estudando.

Uma múmia de 3,5 mil anos foi identificada pelo Egito como a primeira líder feminina do país, a rainha Hatshepsut.

O Ministério da Cultura egípcio divulgou a descoberta, qualificando-a como o maior feito arqueológico do Egito desde a descoberta do túmulo de Tutankhamen, em 1922.

Os jornais do mundo todo que noticiaram o achado não atentaram para o fato, mas evidências históricas apontam Hatshepsut, a mais poderosa rainha egípcia da História, como sendo a madrasta de Moisés.


Especialistas comentam a importância da descoberta e mostram como cada detalhe histórico sobre Hatshepsut e os faraós que a sucederam se encaixam perfeitamente com o relato bíblico, corroborando ainda mais a veracidade histórica da narrativa do livro do Êxodo.

Vocês gostariam de conhecer o templo desta senhora? Pois é, ele existe e é um dos centros turísticos mais importantes do Egito.

Más este é um assunto para a próxima notícia.

Em Cristo!


Número de visualizações do artigo: 8

Próximo: