Gênesis 12:29-38 – A morte dos primogênitos


A morte dos primogênitos

Vários dias haviam se passado e é chegado então o dia em que a meia noite, Deus visitaria o Egito.

V:29-30
Vários dias haviam se passado e é chegado então o dia em que a meia noite, Deus visitaria o Egito. Este dia, ainda que conhecido pelos israelitas, não tinha sido anunciado ao rei, e essa incerteza deve ter aumentado sua ansiedade. Quando Moisés deixou o obstinado rei, cada cortesão deve ter ficado temeroso diante da perspectiva de perder seu primogênito. Mas, ao passar vários dias sem que se cumprisse a ameaça, provavelmente muitos, e possivelmente o rei mesmo, teria pensado que nada disso ia a acontecer. A história vocês já devem conhecer: Deus passou pelo Egito, entrando em todas as casas que não tivessem marcas de sangue na porta e matando os primogênitos. Cada lar foi despertado de seu sono à meia noite, quando os primogênitos caíram enfermos e morreram. De madrugada o Faraó acordou assustado com um barulho. Era o som do choro de pais e mães por todo o Egito lamentando a morte de seus filhos.

O soberano levantou-se e foi correndo para o quarto do filho mais velho. E ele também não fôra poupado. V: 31-33
Sem dúvida o “clamor” do povo tinha sido ouvido no palácio, e o rei estava inteirado da vontade popular de que os israelitas fossem expulsos do país, afinal eles sofriam agora até o limite do suportável devido à teimosia de seu monarca. Compreendendo que devia atuar imediatamente a fim de evitar castigos mais severos e sem acreditar direito no que estava acontecendo, o Faraó chamou seus oficiais e os mandou buscar Moisés e Arão. _ Vão embora! Sumam daqui vocês, todo esse povo, os animais, tudo! Por mim vocês podem levar até as casas, mas desapareçam daqui. Vão adorar a Deus, o SENHOR, como vocês pediram, e se for possível me abençoem também. Agora sim, foi completa a rendição do Faraó. Não só lhes ordenou que saíssem do país imediatamente e levassem seus bens consigo, mas também apresentou um pedido aos dois irmãos que eles dificilmente poderiam ter esperado. V:34
Assim rapidamente, cada família israelita pegou a massa de pão sem fermento, pôs numa bacia, embrulhou a bacia num pano e carregou no ombro. Isto revela a urgência dos egípcios. Provavelmente os hebreus estavam se preparando para assar pão para sua viagem. E ainda que tivessem sido advertidos por Moisés vários dias antes, parece que não tinham esperado uma partida tão apressada e não tinham completado seus preparativos para a páscoa. V:35
Os israelitas fizeram como Moisés havia ordenado e pediram aos egípcios jóias de prata e de ouro e roupas. V:36
O SENHOR Deus fez com que os egípcios dessem de boa vontade aos israelitas tudo o que eles pediam. Assim o povo de Israel tomou as riquezas dos egípcios, riquezas essas que eles mesmos haviam construído com seu próprio suor. Em Cristo;

A seguir: A impressionante multidão de Judeus


Número de visualizações do artigo: 134

Próximo: