Levítico 3:1-17 – A oferta de paz


Levítico 3:1-17 - A oferta de paz
 

A oferta de paz

Levítico 3:1-17

V:1
À medida que vamos cuidadosamente estudando este livro, podemos perceber que antes pouco sabíamos da razão pela qual Jesus morreu crucificado.

E no livro de Levítico encontraremos cinco tipos de ofertas ordenadas para ser feitas ao Senhor que se identificam com tudo que foi realizado no Calvário.

A primeira delas já estudamos no capítulo 1, o Holocausto de animais, que representava a consagração pessoal, lembram? Faz poucos dias.

No capítulo 2 estudamos sobre a oferta de manjares que representava a consagração dos bens.

E agora no capítulo 3, estudaremos a oferta pacífica, que representava a comunhão com Deus.

Na de oferta de holocausto tudo era queimado para Deus.

Nas outras três, o sacerdote tirava uma parte para si e seus filhos.

Mas a característica chave desta oferta é que diferente de todas as outras, tanto o ofertante como o sacerdote podiam comê-la diante do Senhor.

Geralmente era precedida por uma oferta pelo pecado e por um holocausto, onde o sangue havia sido aspergido e Deus já tinha dado o perdão.

E para celebrar isto, a pessoa que tinha oferecido o sacrifício convidava a seus parentes, a seus servos e aos levitas a comer com ele.

Toda a família se reunia no átrio do Tabernáculo para festejar a paz que tinha sido efetuada entre Deus e o homem, e entre o homem e seu próximo.

Era um quadro de Deus e do pecador em paz um com o outro, com todas as questões entre eles perfeitamente resolvidas.

Era a paz na base de um sacrifício mutuamente aceito.

Era o quadro da reconciliação.

No sacrifício de holocausto, o animal oferecido era queimado inteiramente, tal como o Senhor Jesus se ofereceu por inteiro ao Pai.

No sacrifício de holocausto, o sacerdote e o ofertante não tinham parte.

Entretanto, no sacrifício de paz, todos participavam.

Assim também nós, mediante o sacrifício de Cristo na cruz, podemos desfrutar da oferta de paz.

«Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo» (Rom. 5.1).

Que coisa maravilhosa… Você consegue dimencionar a amplitude desta notícia?
Não se pode idealizar maior alegria do que a de estar em paz com Deus, não é verdade?

E foi essa paz que Jesus nos proporcionou na Cruz.

Ele mesmo disse; “A paz vos deixo, minha paz vos dou” (João 14: 27).

Ele não só nos salvou, como também nos proporcionou uma paz sobrenatural…

Ei?

Que cara de tristeza é essa?

Tá carregando este fardo por quê?

Hum…

Coloque tudo aos pés da cruz, arrependa-se de seus pecados e desfrute da paz sobrenatural que vem de Deus.

Em Cristo!

A seguir: As ofertas pelo pecado

 

Número de visualizações do artigo: 7