Levítico 10:8-11 – Uma advertência divina para Arão e seus filhos


Uma advertência divina para Arão e seus filhos

V:8,9. De repente, algo inesperado acontece; o SENHOR Deus fala a Arão, possivelmente pela primeira vez como sumo-sacerdote.

– Arão?

– Sim Meu Senhor!

– Nem você nem os seus filhos podem entrar na Tenda Sagrada depois de terem bebido vinho ou cerveja; se fizerem isso, morrerão.

– Perfeitamente Senhor!

– Todos os seus descendentes também deverão obedecer a essa lei.

Embora no Novo Testamento não encontremos uma proibição absoluta como esta, as bebedices, a embriaguez e os beberrões (alcoólatras) são severamente condenados na Bíblia. (Romanos 13:13; 1 Coríntios, 5:11; Efésios 5:18; 1 Tessalonicenses 5:7-8).

Os líderes da igreja não devem ser dados ao vinho, ou outras bebidas alcoólicas (1 Timóteo 3:3).

V:10. – Vocês devem estar em condições de fazer diferença entre o que é e o que não é sagrado, e entre o que é impuro e o que é puro.

O uso de bebidas alcoólicas e outras drogas abafam os sentidos de forma a não se poder distinguir entre o santo e o profano, os valores morais se distorcem, e acabam em completo colapso.

Talvez foi o que aconteceu com Nadabe e Abiú, por estarem influenciados pela bebida, não conseguiram distinguir o santo do profano.

Os usos de bebidas alcoólicas afetam todas as faculdades e altera os processos ordenados da mente.

A pessoa que conduz um veículo logo depois de ter bebido álcool, é uma ameaça para si mesma e para outros; é um homicida em potencial.

Sua mente está confundida, seus reflexos são lentos, sua visão não é digna de confiança e seu sentido de responsabilidade quase não existe.

Sob a influência do álcool, os homens fazem o que nunca pensariam fazer estando sóbrios.

Somente no juízo se revelará o pecado da embriaguez em suas verdadeiras dimensões.

Cientificamente está provado que as bebidas alcoólicas são uma das grandes causas de doenças cardíacas, do fígado, do estômago, do pâncreas e do cancro.

As bebidas alcoólicas não contêm nenhuma componente mineral ou proteínas nem têm nenhum efeito benéfico para o corpo.

Estes perigos não se limitam somente aos que estão realmente embriagados.

Mesmo em pequena quantidade, o álcool pode causar desastres.

O bebedor moderado também pode se tornar é um risco para a sociedade.

O fato de que pode aguentar bem o álcool, pode levar a outros a pensar que poderiam fazer o mesmo.

O bebedor moderado tenta os outros a seguir seu exemplo porque dá a aparência de ser “respeitável”.

No fim, dos dois, é o bebedor moderado é o que mais pode causar dano.

V:11. – E devem ensinar aos israelitas todas as leis que eu, o SENHOR, dei a eles por meio de Moisés.

A advertência divina para Arão e seus filhos se aplica plenamente nos dias de hoje.

Os homens não podem se embebedar e ter ao mesmo tempo uma clara percepção da diferença entre o santo e o profano, entre o limpo e o imundo.

Esta instrução se dirige especialmente aos líderes.

Ao invés dessas substâncias, todo o crente deve encher-se do Espírito Santo para melhor estudar a Palavra de Deus, transmiti-la aos outros, fortalecer-se e dirigir sua vida.

Em Cristo!


Número de visualizações do artigo: 29