Números 11: 10-23 – O desabafo de Moisés


O desabafo de Moisés

Números 11: 10-23 
Moisés, um velho homem com mais de oitenta anos, encarregado de liderar um povo tão teimoso até a Terra Prometida, cansou de ouvir gente de todas as famílias se queixando, cada um à entrada de sua tenda e foi reclamar com o Senhor seu Deus!
_ Senhor?
_ Fale Moisés!

_ Ô meu senhor, por que trouxeste este mal sobre este teu servo?

_ Hum…
_ Foi por não te agradar de mim, que colocaste sobre os meus ombros a responsabilidade de todo esse povo?
Infelizmente, este é um sentimento por que passam muitos pastores nas igrejas, levando alguns até a desistir do seu ministério.
_ Por acaso fui eu quem o concebeu? Fui eu quem os trouxe à luz?
Moisés errou em reclamar assim ao SENHOR, pois a carga não era dele: o SENHOR é que estava, não só carregando o povo, mas ele também.
Além do que, o SENHOR lhe havia dado o Espírito Santo para fortalecê-lo.
_ Por que me pedes para carregá-los nos braços, como uma mãe carrega um recém-nascido?
_ Moisés…
_ Onde conseguirei carne para todo esse povo? Eles ficam se queixando contra mim, dizendo: Dê-nos carne para comer! Dê-nos carne para comer!
_ Moisés…
_ Não posso levar todo esse povo sozinho; essa responsabilidade é grande demais para mim.
_ Moisés…
_ Se é assim que vais me tratar, mata-me agora mesmo; se te agradas de mim, não me deixes ver a minha própria ruína.
_ MOISÉS!!!
_ Hugh…
_ Reúna setenta autoridades de Israel, que você sabe que são líderes e supervisores entre o povo.
_ Si-sim.
_ Leve-os à Tenda do Encontro, para que estejam ali com você.
_ Si-sim.
_ Eu descerei e falarei com você; e tirarei sabedoria do Espírito que está sobre você e o porei sobre eles. Eles o ajudarão na árdua responsabilidade de conduzir o povo, de modo que você não tenha que assumir tudo sozinho.
Perceba que o SENHOR, pacientemente, selecionou setenta homens entre os anciãos, que eram superintendentes do povo, e sobre eles pôs o Espírito que estava sobre Moisés.
Veja bem, não havia mais poder do que antes, somente mais equipamento!
Moisés reclamava do peso do fardo da responsabilidade que levava, mas Deus distribuindo o fardo, mostrou que o poder de Moisés tinha sido sempre suficiente em proporção ao peso desse fardo.
_ Diga ao povo: Consagrem-se para amanhã, pois vocês comerão carne. O Senhor os ouviu quando se queixaram a ele, dizendo: ‘Ah, se tivéssemos carne para comer! Estávamos melhor no Egito! ’ Agora o Senhor lhes dará carne, e vocês vão ter que comer.
_ Entendi…
_ Você vai falar pra eles se purificarem e vestirem suas melhores roupas. É carne que eles querem? Pois pode dizer que amanhã eles vão comer carne.
_ Sim Senhor.
_ Eles não comerão carne apenas um dia, ou dois, ou cinco, ou dez ou vinte, mas um mês inteiro, até que lhes saia carne pelo nariz e tenham nojo dela, porque rejeitaram o Senhor, que está no meio de deles, e se queixaram a ele, dizendo: ‘Por que saímos do Egito? ’ “
_ Senhor?
_ Fale Moisés!
_ Eu estou levando 600 mil homens adultos, sem contar mulheres nem crianças. Onde é que eu vou achar tanto bicho pra matar e dar carne por um mês a esse povo todo e bem no meio de um deserto como esse?
_ Você está dizendo que Meu poder está limitado?
_ Claro que não! Quero dizer… Hã… Perdoe-me Senhor!
_ Amanhã você verá se a minha palavra se cumprirá ou não.
Tendo presenciado e mesmo participado de tantos milagres, parece surpreendente que Moisés mostrou incredulidade quando o SENHOR disse que lhes ia dar tanta carne.
Nós também às vezes esquecemos que Ele é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos, ou pensamos (Efésios 3:20).
É fácil confiar em Deus quando vemos Suas obras poderosas (os israelitas haviam visto muitas), mas depois de um tempo, com a rotina da vida, o Seu poder não parece ser tão grande…
Nossa visão dEle é que muda…
Não ele…
Não mesmo!
Em Cristo!

A seguir: A universalidade do evangelho



Número de visualizações do artigo: 12