Números 12: 1 – A esposa negra de Moisés


A esposa negra de Moisés
Pouco sabemos sobre a vida íntima de Moisés, pois ele foi muito discreto a esse respeito.
Quando fugiu do Egito aos 40 anos era, ao que parece, solteiro, e depois se casou com a midianita Zípora.
Entre uma lei aqui, um mandamento ali, um ritual acolá, Moisés, com aproximadamente 100 anos acaba se casando com uma mulher etíope.
A maioria dos comentaristas acredita que ele tenha se casado talvez depois de se enviuvar.
A bíblia nos informa que esta mulher era uma cuxita e seu nome não é mencionado.
Cuxita é a palavra hebraica para etíope.
Os etíopes são um povo negro, ficando a Etiópia ao sul do Egito e na época eram considerados como uma raça vil e desprezível.
Segundo a Bíblia, descendem de Cush, filho de Cam (Gênesis 10:6), um dos três filhos de Noé (Gênesis 6:10).
O problema é que essa união rebaixou Moisés aos olhos de Miriã e Arão, de quem Moisés era o irmão mais novo.
Parecia ser um problema familiar, mas trouxe à tona os ciúmes que sentiam pela posição e influência de Moisés sobre o povo e eles próprios.
Miriã, mais velha que seus irmãos, era profetisa, esperta, talentosa e ambiciosa.
Arão havia acompanhado Moisés em seu ministério, e fora designado por Deus para o alto cargo de titular do sacerdócio entre o seu povo, cargo esse que deveria continuar a ser desempenhado exclusivamente pelos seus descendentes.
Mas sabe como é família, né?
Logo Arão e Miriã, irmãos de Moisés, começaram a criticar…
O que eles andaram falando?
Falaremos deste babado na próxima postagem…

Em Cristo!

A seguir: Respeitem os ungidos de Deus



Número de visualizações do artigo: 10