Josué 2:1-5 – Josué envia espiões a Jericó – parte I


Do acampamento do vale das Acácias, Josué escolheu dois homens para secretamente enviá-los como espiões:

Josué envia espiões a Jericó – parte I

Do acampamento do vale das Acácias, Josué escolheu dois homens para secretamente enviá-los como espiões:

– Estamos prontos seu Josué!

– Muito bem…

– E quais são as coordenadas?

– É o seguinte… Examine bem a terra, especialmente a cidade de Jericó.

– Jericó?

– Isso mesmo! Este será nosso primeiro alvo!

Os dois atravessaram o Jordão e depois de uma caminhada chegaram às muralhas de Jericó.

– E agora, como é que a gente entra aí?

– Sei lá. Pela porta?

– Hum… É uma idéia.

Os dois foram até os portões da cidade e foram interpelados pelo vigia.

– Alto lá! Identifiquem-se!

– Somos Israelitas, viemos a sua cidade apenas para comprar alguns mantimentos.

– Hum… Ok, podem entrar.

Já dentro da cidade, olharam aqui e ali. Não querendo correr riscos desnecessários, resolveram procurar uma casa para passarem a noite.

– Bom, então vou perguntar por aí onde é que tem uma pousada baratinha.

– Mané pousada! É só a gente bater em uma casa qualquer e pedir pouso por apenas uma noite!

– Até que você não é tão burro…

– Muito obrigado. Olha ali uma casa.

– Onde?

– Ali ó!

– Que casa? Aquilo é o muro da cidade.

– Você não ficou sabendo que há famílias inteiras morando em casas dentro destas muralhas, de tão grossas que elas são?

– Ah, não sabia…

Os dois foram até a casa e foram recebidos por uma mulher chamada Raabe, uma prostituta.

Enquanto Raabe recebia os rapazes, a notícia já chegara até os ouvidos do rei de Jericó:

– Majestade?

– Como ousas me importunar a esta hora?

– É que…

– Acho bom ter um bom motivo, vai, desembucha!

– Dois espiões israelitas foram vistos chegando à cidade para nos espionar.

– O que?

– É isso mesmo meu rei…

– Mas que petulância deste povinho andarilho… E onde eles estão, os quero vivos ou mortos.

– Eles foram vistos entrar na casa da prostituta Raabe…

– Então mandem agora dois soldados até a casa desta miserável e os traga para mim imediatamente.

Mas Raabe já os havia escondido.

E respondeu aos mensageiros do rei:

– É verdade que alguns homens vieram à minha casa, Mas eu não sabia de onde eram.

– E onde eles estão agora?

– Veja bem, quando já estava escuro, e o portão da cidade ia ser fechado, eles saíram.

– E pra onde foram?

– Eu não sei para onde foram. Mas, se vocês forem depressa atrás deles, ainda poderão pegá-los.

– Humpf. Aê, vamos caçar os desgraçados.

Continua na próxima postagem…

Em Cristo!


Número de visualizações do artigo: 85