Juízes 6: 34-40 – Gideão pede sinais e testa a paciência de Deus. Um truque de quem tem uma fé fraca!


Juízes 6: 34-40 - Gideão pede sinais e testa a paciência de Deus. Um truque de quem tem uma fé fraca!

Gideão pede sinais e testa a paciência de Deus. Um truque de quem tem uma fé fraca!

Poucos dias depois, os midianitas, os amalequitas e os beduínos todos se juntaram, atravessaram o Jordão e acamparam no vale de Jezreel, preparando-se para mais uma maldita onda de saques.

Mas o Espírito do SENHOR revestiu a Gideão, e ele corajosamente convocou o povo à peleja.

Ele tocou uma corneta feita de chifre de carneiro, e os homens do grupo de famílias de Abiezer foram juntar-se a ele.

Mas Gideão queria um exército maior, então enviou mensageiros para chamar os homens das tribos de Manassés, de Aser, de Zebulom, de Naftali que também foram se juntar a ele.

Depois de juntar um exército respeitável, Gideão foi falar com Deus:

– Ó Deus, tu disseste que queres me usar para libertar o povo de Israel… Pois bem. Já juntei um exército de respeito, agora preciso saber se realmente está comigo?

– …

– Senhor?

– …

– Vou pôr um pouco de lã no lugar onde malhamos o trigo. Se de manhã o orvalho tiver molhado somente a lã, e o chão em volta dela estiver seco, então poderei ficar certo de que tu realmente me usarás para libertar Israel.

Deus não respondeu nada, mas Gideão mesmo assim fez o teste.

E o que ele pediu aconteceu…

Na manhã seguinte Gideão se levantou, espremeu a lã, e dela saiu água que deu para encher uma tigela.

Hoje, Deus nos guia pela Sua Palavra, a Bíblia, que é a revelação completa de Deus.

Portanto, estude bem as Escrituras ao invés de pedir sinais… (2 Timóteo 3:16,17)

O teste de Gideão para com Deus estava errado porque era essencialmente um truque, e não tinha nada a ver com a luta contra os midianitas.

Gideão provavelmente não entendeu que ele estava realmente ditando seus termos para Deus. Isso é perigoso, porque às vezes Deus mostra seu descontentamento com tais pedidos.

Em Lucas 1:18, quando Zacarias, pai de João Batista, pediu um sinal de confirmação, o SENHOR o fez mudo até o nascimento de seu filho.

– Hum… Será? Sei não, sei não… Eu queria uma contra prova, Senhor. Não fiques zangado comigo por favor. Mas deixa que eu lhe prove só mais uma vez, certo?

– …

– Seguinte, desta vez quero que a lã fique seca, e que haja orvalho somente no chão em volta dela!

Deus continuou quieto.

Mas Deus fez isso naquela mesma noite.

Na manhã seguinte, a lã estava seca no meio de um campo todo molhado de sereno.

Então Gideão pensou:

– Hum… Agora sim. Vou levar esse povo para a guerra contra os midianitas. Com um exercito desse tamanho e Deus ao meu lado não tem pra ninguém!

Gideon mostrou que ele tinha uma fé fraca e imperfeita nesse momento. Para uma missão tão ousada e com risco de vida, pode-se entender (e incentivar) seu pedido de um sinal (cumprido em Juízes 6:17-21). Mas pedir segundo e terceiro sinais mostrou que sua fé era fraca.

Gideão também não cumpriu sua palavra. Deus cumpriu o sinal uma vez, e Gideão disse que isso seria suficiente para ele. Mas ele voltou à sua palavra depois que Deus cumpriu o primeiro sinal. No entanto, o Senhor ainda era misericordioso e misericordioso com Gideão. “Este é um excelente exemplo da paciência graciosa de Deus com uma criança problemática.” (Madeira)

No entanto, antes de sermos muito críticos com Gideão, devemos considerar o desafio que estava pela frente.

Muitos de nós recusariam imediatamente esse chamado, sem sequer considerar permitir que Deus o confirmasse.

A fraca fé de Gideão ainda era maior do que nenhuma fé. Por essa razão, Gideão está corretamente incluído no registro de grandes homens e mulheres de fé (Hebreus 11:32).

Até que ele se torne um grande homem de fé, Gideão vai aprender que a auto suficiência é inimiga da fé, pois ela nos faz confiar em nós próprios…

Mas isso é assunto para a próxima postagem…

Em Cristo!

“Se gostou do artigo, compartilhe com seus amigos e deixe um comentário abaixo. Ajude também a divulgar o conteúdo do Blog!”


Número de visualizações do artigo: 45