Juízes 18:27-31 – Os homens de Dã, destroem a cidade de Laís


Os homens de Dã, destroem a cidade de Laís

Os homens da tribo de Dã continuaram a sua viagem, agora levando os ídolos que Mica havia feito e também o sacerdote dele.
Quando chegaram à pacífica Laís, atacaram sem piedade a pobre cidade de povo pacato e calmo.
Sedentos por sangue, mataram os seus moradores e queimaram a cidade.  
Não havia ninguém para salvar aquela gente, pois Laís ficava longe de Sidom, e eles não tinham contato com outros povos.
Depois do massacre, a tribo de Dã reconstruiu a cidade e ficou morando ali.  
Deram à cidade o nome de Dã porque assim se chamava o fundador da tribo, que era filho de Jacó.  
Este era o costume nos tempos antigos.
E os homens de Dã levantaram o ídolo para adorá-lo.
Jônatas, filho de Gérson e neto de Moisés, foi sacerdote da tribo de Dã.
Aqui aparece pela primeira vez o nome do levita se tornou o sacerdote da tribo de Dã.
Ele e os seus descendentes foram sacerdotes da tribo de Dã até um dia serem levados como prisioneiros para fora da sua terra.  
E o ídolo feito por Mica ficou com eles durante todo o tempo em que a casa de Deus esteve em Siló.  
O autor de Juízes narra essa idolatria que para ilustrar a apostasia e anarquia deste período que resultou em sucessivas invasões e opressões.
Em Cristo!

Clailton Luiz

A seguir: O levita e a concubina!

Número de visualizações do artigo: 11