Juízes 20:25-28 – Os Israelitas contra a Tribo de Benjamim


Os Israelitas contra a Tribo de Benjamim  
E pela segunda vez os soldados de Benjamim saíram de Gibeá.
E dessa vez mataram com facilidade dezoito mil soldados israelitas treinados. 
A humilhante derrota de Israel levou o povo a humilhar-se perante o Senhor e reconhecer mais plenamente que dependia dele.
Ficaram ali na presença de Deus, e abriram um jejum, não comendo nada até à tarde.
E apresentaram ao SENHOR ofertas que foram completamente queimadas e sacrifícios de paz.  
Pela segunda vez, o exército israelense havia sofrido perdas desastrosas contra os altivos Benjamin.
Eles estavam perplexos, confusos e angustiados.
Os israelitas começavam a acreditas que estavam lutando sem uma causa.
Eles perceberam que eles estavam envolvidos em uma guerra fratricida.
Sua ira contra os homens de Benjamim tinha começado a se amolecer.
Então perguntaram ao SENHOR se valeria a pena atacá-los de novo…
Acontece que naqueles dias a arca da aliança estava ali em Betel.  
É este o único momento em que é mencionada a arca da aliança no livro de
Juízes.
E Finéias, filho de Eleazar e neto de Arão, estava encarregado de cuidar dela.
O SENHOR respondeu:
_ Combatam porque amanhã eu farei com que vocês os derrotem.  
O povo de Benjamin também precisava ser humilhado e reconhecer a sua falha.
Deus não permitiu que os israelitas obtecem uma vitória sem um período de preparação.
Com as derrotas eles se viram forçados a clamar por Deus, a jejuarem e a orarem, e sinceramente perguntar-se a si mesmos, o que teria sido a causa de seu fracasso.
Precisavam olhar seus próprios defeitos de caráter e corrigi-los…
Os israelitas estavam muito dispostos a embarcar na tarefa de corrigir os seus irmãos, mas não percebiam suas próprias falhas.
Será que desta vez obteriam alguma vitória?
É o que veremos na próxima postagem!
Em Cristo!


Número de visualizações do artigo: 9