Rute 3:1-6 – Noemi elabora um plano para arrumar um marido a Rute!



Noemi elabora um plano para arrumar um marido a Rute!

A época da colheita terminou, e Rute voltou à vida de sempre.
Um dia Noemi disse a Rute:
_ Minha filha, preciso arranjar um marido para você, a fim de que você tenha um lar.  
_ Mas quem dona Noemi?
_ Você lembra que Boaz, o homem que a deixou trabalhar com as suas empregadas?
_ Sim, como vou esquecer-me dele?
_ Pois é… Ele é um dos nossos parentes!
Noemi achava que era seu dever fazer todo o possível para dar um lar a Rute…
De acordo com o costume judaico, ela tinha o direito de pedir Boaz para cumprisse o dever como o parente mais próximo.
_ Eu sei disso…
_ Pois bem! Esta noite ele vai debulhar a cevada.  
Naomi sabia que no final da colheita da cevada, o próprio Boaz estaria lá.

Haveria um jantar especial e ele passaria a noite lá, talvez em uma tenda naquela mesma noite.
_ Certo, e daí?
_ Faça o seguinte: lave-se, ponha perfume e vista o seu melhor vestido.
_ E depois?
_ Depois vá até o lugar onde Boaz está trabalhando, mas não o deixe saber que você está ali, até que ele acabe de comer e de beber.  
Se Boaz concordasse em se casar com ela, Rute ela não só teria uma casa própria, mas também poderia perpetuar o nome e preservar a herança de seu falecido marido.
_ Quando Boaz for dormir, olhe bem onde ele vai se deitar. Então vá, levante a coberta dos pés dele e deite-se ali. Ele dirá o que você deve fazer.  
_ Entendi dona Noemi… Vou fazer tudo o que a senhora disse.  
Ela foi ao lugar onde debulhavam as espigas e fez tudo o que a sua sogra havia mandado.  
Mas isso é assunto para a próxima postagem!

Número de visualizações do artigo: 10