1 Samuel 16: 14-18 – Davi é chamado para tocar para Saul


1 Samuel 16: 14-18 - Davi é chamado para tocar para Saul

Davi é chamado para tocar para Saul

O Espírito do SENHOR saiu de Saul, e um espírito mau, mandado por Deus, começou a atormentá-lo.

Saul se afastara completamente dos propósitos divinos para a sua vida, e acabou sendo rejeitado por Deus (ver 1Sm 15:1-29).

Não permitindo mais que o poder santificador do Espírito Santo fizesse nele morada, Saul acabou se colocando voluntariamente sob a influência satânica.

Então rei, que já não regulava muito, endoidou de vez.

Passou a ter crises cada vez mais frequentes e ficava cada vez mais insuportável conviver com o rei.

Suas oscilações ferozes de humor, sua agressividade inesperada e sem motivo, sua mania de perseguição, tudo isso tornava em um inferno a vida dos que cercavam o rei.

Saul, o poderoso rei, não entendia o que estava acontecendo, mas os seus servos tiveram pleno discernimento, inclusive do que poderia ser feito para minimizar o problema.

O tormento era resultado da ação de um demônio da parte de Deus, ou seja, enviado por Deus (2Ts 2.11).

Afinal, o Senhor é soberano sobre todo o universo e até os demônios obedecem às suas ordens.

Já não aguentando mais, os empregados se reuniram e foram falar com Saul:

– Majestade?

– Sim! Digam, meus servos!

– Er… Bom. Estávamos aqui pensando, parece que a majestade está sendo atormentado por um espírito mau.

– Sim, eu estava aqui tentando achar uma solução. Contratar um curandeiro, talvez?

– Nós pensamos em algo mais suave, para começar…

– O QUE? SUAVE? VOCÊS FICARAM MALUCOS? FALANDO COM O SEU REI DESTA FORMA?

– ???…

– Espere um momento talvez vocês tenham razão… E qual a sugestão?

– Pois então, majestade: pensamos em procurar alguém que toque harpa, e trazer para o palácio. Assim, quando o espírito mal vier atormentá-lo, talvez o senhor se acalme com a música.

– Hum. Muito bem, gostei da ideia. Tomara que funcione, minha vida está um inferno.

– Chamem um que toca harpa!

– É pra já, majestade. Aliás, eu conheço um homem chamado Jessé, lá de Belém.

– Jesse?

– Sim majestade. O filho dele, Davi, é um grande músico. Além disso, também é valente, bom soldado, fala bem, tem boa aparência, e o SENHOR Deus está com ele.

– Qual o nome dele?

– Davi, majestade.

Enquanto cuidava das ovelhas, Davi tocava para Deus. Sua fidelidade no campo, sem plateia e sem aplausos, fizeram-no apto para tocar na presença do rei de Israel.

Ele estava preparado para tocar bem porque era zeloso no que fazia.

E o desafio maior não seria a presença do rei, mas a presença de um demônio que o atormentava.

Davi estava preparado para isso também.

Portanto, além da questão técnica, havia o aspecto espiritual.

Então Saul enviou imediatamente mensageiros a casa de Jessé para convocar a Davi para tocar para o rei.

Em Cristo!


Número de visualizações do artigo: 48