1 Samuel 16:5-13 – Samuel unge Davi!



Samuel unge Davi!

1 Samuel 16:5-13

Quando viram o velho profeta chegando, os líderes da cidade tremeram de medo. 

Conheciam a fama de Samuel, e sabiam que profecias rogada por ele eram mais poderosas do que praga de mãe filisteia. 

Então foram falar com ele:

_ S-Seu Samuel… Que milagre o senhor por aqui!

_ Olá…

_ Essa sua visita é de paz, Seu Samuel?

– Sim! Eu vim oferecer um sacrifício a Deus. 

_ Precisa de ajuda?

_ Sim. Purifiquem-se e venham comigo. 

_ Mais alguma coisa profeta?

_ Digam a Jessé e os seus filhos que se purificassem também  e os convidem para o sacrifício. 

Quando ficou sabendo do convite Jessé preparou os filhos para o encontro com Samuel: 

A melhor roupa, recomendações de comportamento e Davi… excluído. 

Alguém tinha que cuidar das ovelhas… 

E na mesma hora, Davi parte para o campo com mantimento para um dia de trabalho. 

Quando o Jessé chegou com seus filhos, Samuel viu Eliabe, o mais velho, e pensou: 

“Ah, deve ser esse. É grandão, forte, bonito. Do jeito que Deus gosta”. 

Mas Deus respondeu:

_ Não se impressione com a aparência nem com a altura deste homem. Eu o rejeitei porque não julgo como as pessoas julgam. Elas olham para a aparência, mas eu vejo o coração.  

_ Está bem, meu Senhor.

Então Samuel dirigiu-se a Jessé e disse: 

_ Eu tenho um recado de Deus para um dos seus filhos, mas já sei que não é esse. Quem é o segundo?

_ Esse aqui, Abinadabe. É campeão de UFC e faz musculação além de ser um galã.

_ Hum… Não, não é esse. O próximo?

_ Meu terceiro filho, Siméia. Atacante do Belém F.C., escala montanhas e já matou um filisteu.

_ Entendi… Mas não é esse não. Próximo!

E assim Jessé apresentou a Samuel os sete filhos que estavam com ele, e nenhum deles era o escolhido por Deus.

_ Você não tem mais nenhum filho, Jessé?

_ Tenho mais um, o caçula, que está fora tomando conta das ovelhas agora.

_ Ah, então mande chamá-lo. 

_ Seu Samuel, com todo respeito: se o recado de Deus não era para nenhum dos meus filhos mais fortes, para o pobre garoto é que não vai ser. O moleque é muito franzino.

_ Eu sei, eu sei. Mas nós não vamos oferecer o sacrifício enquanto ele não vier.  

Jessé mandou um dos filhos chamar o caçula e logo ele voltou trazendo o irmão. 


No campo, Davi tocava harpa enquanto algumas ovelhinhas se acomodavam aos seus pés.

E quando Davi enxergou um dos irmãos ofegante, seu coração se encheu de alegria.

O caminho de volta para casa naquele dia se tornou mais curto, o amado do Senhor parecia flutuar em direção ao seu chamado…

Era um belo rapaz, saudável e de olhos brilhantes. 

Assim que ele apareceu, Samuel ouviu a voz de Deus:

_ É este mesmo. Unja-o.  

Samuel aproximou-se do garoto para ungi-lo…

_ Qual o seu nome, filho?

_ Davi, meu senhor…

Samuel pegou o chifre cheio de azeite e ungiu Davi na frente dos seus irmãos. 

E ali, perante toda sua casa, o jovem ruivo, de formoso semblante, franzino, desprezado pelos irmãos, se torna o futuro Rei de Israel!

” Eu te tirei do curral, de detrás das malhadas, para que fosses chefe do meu povo Israel. E estive contigo por toda parte, por onde foste” I Cr 17:7,8. 

Samuel voltou para Ramá e deixou Davi ungido em Belém. 

E o Espírito do SENHOR dominou Davi e daquele dia em diante ficou com ele. 

Já sabemos o que isso significa: o menino estava pronto para grandes aventuras ao lado de Deus!

Em Cristo!


Número de visualizações do artigo: 20