I Samuel 18:1-4 – A amizade entre Davi e Jônatas!



A amizade entre Davi e Jônatas!

I Samuel 18:1-4

O temível Golias não existe mais, um momento de paz é vivido no reinado de Saul, Davi o herói vive no palácio e aos poucos vai se acostumando com novas amizades.
Uma das amizades mais importantes e confiáveis de Davi iniciada com o filho de Saul, Jônatas.
Os dois haviam se tornado grandes amigos. Eram confidentes, tinham um senso de humor parecido. Eram ambos corajosos e impetuosos como qualquer jovem. Os dois amigos tinham uma fé simples no poder e na atuação de Deus. Eles eram iguais quanto a isso. 
Os dois teriam mais oportunidades para suas longas conversas, para as aventuras e para batalhas.
A amizade era tão verdadeira e sincera que Jônatas e Davi fizeram um juramento de amizade, pois Jônatas tinha grande amor por Davi. 
Certa vez Jônatas como demonstração de sua alegria, deu de presente algumas de suas coisas: uma capa, uma espada, um arco, um cinto e até sua armadura.
_ Ei, seu desajeitado, toma aqui, um presentinho para você.
_ Pô, Jônatas. Você não sabe que eu não sei usar armadura?

_ Sei, por isso mesmo te dei essa de presente. Você precisa se acostumar.
Não pode sair por aí matando gigantes sem uma armadura.
_ Engraçadinho…         
_ Engraçado foi ver você usando a armadura antes de ir lá matar o Golias. Parecia uma tartaruga.

_ Tartaruga é tua vó.

_ Apelou, perdeu playboy!

_ Vai ver se estou na esquina.

_ Babaca.

_ Hahahahaja!

Davi e Jonatas desenvolveram um belo exemplo de amizade masculina.
A lealdade entre os dois era tão ou mais forte que um afeto entre irmãos
Nas próximas postagens veremos o quanto à amizade de Jônatas foi valiosa para Davi.
Sempre que se fala da amizade entre Jônatas e Davi, alguns desocupados levantam a hipótese do relacionamento homossexual entre os dois.
Nos últimos tempos temos visto muitos homossexuais procurando na Bíblia textos que possam apoiar suas práticas.
Um dos textos que têm sido usados é o que fala a respeito de Jônatas, filho do rei Saul, e o rei Davi. 
Como se fosse impossível uma amizade entre dois homens…
O livro de provérbios destaca que existem amizades tão fortes que podem até superar o amor de irmãos: O homem que tem muitos amigos sai perdendo; mas há amigo mais chegado do que um irmão.” (Provérbios 18.24). 
Era esse tipo de amor especial, forte, leal, compromissado que havia entre Jônatas e o Rei Davi, conforme os relatos bíblicos!
A dificuldade de Davi nunca foi homossexual.
Seu problema era a poligamia (Mical, Abigail, Ainoã, Maaca, Hagita, Abital,Eglá, Bate Seba e outras) e seu adultério com a mulher de Urias mostram que a dificuldade do famoso salmista era heterossexual (1 Sm 18.27, 25.42-43, 2 Sm 3.2-5,11.1-27).
Sobre este assunto escreveu muito bem o rabino Henry I. Sobel, da Congregação Israelita Paulista: 

“O íntimo relacionamento entre Jônatas e Davi é visto na Bíblia como um modelo de amizade. Em nenhum lugar das Escrituras se encontra referência a uma ligação homossexual entre eles. O versículo normalmente citado para justificar o homossexualismo é aquele em que Davi chora a morte de Jônatas, dizendo: ‘Teu amor me era mais precioso que o amor das mulheres’ (2 Sm 1.26). É importante observar, entretanto, que a palavra hebraica ahavá não significa apenas amor no sentido conjugal/sexual, mas também no sentido paternal (‘Isaque gostava de Esaú’, em Gn 25.28), no sentido de amizade ( ‘Saul afeiçoou-se a Davi’, em 1 Sm 16.21), no sentido de amor a Deus (‘Amarás o Senhor, teu Deus’, em Dt 6.5) e no sentido de amor ao próximo (‘Amarás o próximo como a ti mesmo’, em Lv 19.18). Em todos estes exemplos, o verbo usado na Torá (a Bíblia hebraica) é ahavá. É por razão linguística — e não por falso pudor — que a maioria das traduções bíblicas cita 1 Samuel 1.26 ‘Tua amizade me era mais preciosa que o amor das mulheres’.” 

Em Cristo!

A seguir: Saul tenta matar Davi… Tenta.

Número de visualizações do artigo: 10